Palavras soltas...

(...) "Tenho aprendido muitas coisas nos últimos tempos. Uma delas é que jamais podemos deixar para amanhã um gesto de carinho, um sorriso verdadeiro, uma declaração de amor."

Confira a crônica completa clicando aqui.

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Eterna busca do valor mais puro...





Muitas pessoas acharam que se tratava de mais um dos meus tantos erros.
Eu erro demais.
Mas, na verdade, hoje pela manhã, quando coloquei esse clipe aí embaixo, da Ana Carolina com o Seu Jorge – ambos têm vozes fantásticas, aliás – eu só queria externar meu estado de espírito.

Ora, apesar de eu ser esse cara calmo, paciente ao extremo, andava me estressando demais. Sofrendo demais. E, no final das contas, é preciso avaliar se vale a pena tanto stress, tanto sofrimento, tanto descontentamento.
Não. Não vale.

Apesar de, às vezes, me encaixar no estilo “verdadeiro, complicado, mal humorado e violento”, acho que o momento pede serenidade.

Ficar sozinho, às vezes, é bom.
Viver sozinho... Acho que não.

Calma. Sem precipitação.
Ainda existem muitas dúvidas rondando minha cabeça.

Dúvidas profissionais.
Já falei que vou, mas não sei se quero ir.
E aqui, surgem novas oportunidades. Novas responsabilidades. Mais cobranças.
Ainda não sou profissional. Não me formei. Não é justo que me cobrem como tal.
Alguns dizem que é bom pra mim. Eu acho que não.
Mas talvez, só talvez, eu esteja errado novamente.
Eu erro mesmo. E não vou mentir pra mim. Não mais.

Dúvidas no campo sentimental.
Perda.
Achei que tinha certeza de certas coisas e não tenho.
Apesar de os “dias ruins não terem sido tão ruins assim”, graças aos amigos, o tal de esquecer não é fácil.
Mas não vou lutar contra isso. Vou apenas esperar, com calma, serenidade e paciência.
Se não passar eu vejo o que faço. Talvez, só talvez, ainda haja tempo...
Quem sabe ainda nao aconteçam reviravoltas! Às vezes elas são bem vindas!
Meu coração ainda é muito tosco pra esse tipo de coisa...

Vou tentar cumprir minhas promessas. Mas não vou mais fazer planos.
Vou ser feliz.
Vou deixar a rua me levar. Mas tenho ainda muita coisa pra arrumar...

2 comentários:

Mônica disse...

por que vc nao faz que nem as arvores do meu texto?? correr atras de novos passarinhos?
paulo, tenha paciencia e respeite o seu tempo... que tudo vai ficar bem.

Izza disse...

Qdo quiser ficar sozinho, vou te entender, Paulo.
Mas quando quiser companhia e alguém pra estar do seu lado, não se esqueça que estou sempre por perto!
Em relação às suas duvidas, só voce pode e sabe a melhor maneira de solucionar seus questionamentos, não é mesmo?
Deixe mesmo a rua te levar e se quiser alguém para lhe dar a mão pelo caminho, Paulo, não se esqueça de mim.
Te adoro! Voce é muito, muito, muito especial.
Parabéns pelos belos textos! Estou lendo todos , desde o primeiro!!! Rsrsrs

Bjos. Adoro vc! Boa semana.