Palavras soltas...

(...) "Tenho aprendido muitas coisas nos últimos tempos. Uma delas é que jamais podemos deixar para amanhã um gesto de carinho, um sorriso verdadeiro, uma declaração de amor."

Confira a crônica completa clicando aqui.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Ensaio... (faltou acordar)


Foi um pouco depois de ele ter escovado os dentes e se deitado em sua cama. Isso não importa muito, mas era perto da meia-noite. Então, subitamente ele percebeu.
Havia chegado a hora.
Ele respirou fundo. Preparou-se muito para aquele momento.
O momento.

Era chegada a hora de se declarar a ela. A hora de declarar para a mulher dos seus sonhos, talvez, a mulher da sua vida. Talvez, não!... Ela era a mulher da sua vida. Estava ali, tudo na ponta da língua, dentro da mente e, o melhor de tudo, era de coração.

Respirou fundo e começou... olhando nos olhos da amada, ele, enfim, disse:


(...)
Sempre procurei a melhor forma de lhe dizer tudo isso.
Procurei palavras, fórmulas mágicas, ensaiei gestos, fingi sorrisos e treinei olhares.
Pura bobagem.
No fundo, eu sabia que quando chegasse o momento, nada disso adiantaria.

A vida é assim. A gente vive programando momentos. Mas momentos são únicos, só acontecem uma única vez. Sendo assim, os momentos que ensaiei em minha mente, jamais se repetirão, uma vez que já existiram em meus pensamentos. Talvez, só talvez, tais momentos aconteçam aqui, na realidade, mas de forma ainda mais intensa... vivos.

Bom. Vamos lá. O que quero lhe dizer não é isso. Eu sempre me embaraço em situações como essas e começo a falar de coisas que não têm nada a ver.
(...)
Tenho aprendido muitas coisas nos últimos tempos. Uma delas é que jamais podemos deixar para amanhã um gesto de carinho, um sorriso verdadeiro, uma declaração de amor.
Por isso, e não só por isso, vim me declarar a você.
Eu precisava ao menos tentar lhe dizer o quanto você é especial pra mim. Preciso, de alguma forma, lhe demonstrar esse sentimento, ainda que você não queira vivê-lo comigo.
Quero, do meu jeito, fazer você sentir o quanto és importante em minha vida.
Faz parte dos meus planos, fazer planos com você. Faz parte dos meus sonhos, que você esteja comigo no dia em que eu conseguir realizá-los.
É imprescindível que você esteja comigo para que esses sonhos se realizem por completo, afinal você faz parte de todos eles, sem exceção.
Acho que te amo.

(...)

Não parecia, mas já havia se passado uma noite inteira. Eram 6 horas da manhã. Hora de trabalhar e ele não havia se declarado a pessoa amada.

Mais uma vez, ele apenas sonhou. Mais uma vez, a sua declaração ao ser amado ficou apenas no plano dos sonhos. Talvez hoje, antes de dormir ele, enfim, crie coragem e se declare... Quem sabe por telefone, MSN, orkut...
E mais uma vez o despertador tocou.
É hora de acordar!

5 comentários:

Luciene disse...

Péssimo costume o dos seres humanos... deixar as coisas importantes para depois (como se tivessem certeza que o depois irá existir)

Mas... Que lindo. É tão bom "ouvir" pessoas apaixonadas. O amor é o tempero essencial dos mais lindos textos.

Parabéns e boa declaração. rsrsrs

Mônica disse...

Manda o personagem da crônica dizer a amada pra ler o blog ;) Acho que ela vai se tocar... todas (sem escessao) se tocariam
Beeeijooooo

Larissa Santos disse...

Ai, que lindo!

Flávia disse...

que liiindo *-* concordo com tudo ai ;)

muuuuito lindo

Flávia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.