Palavras soltas...

(...) "Tenho aprendido muitas coisas nos últimos tempos. Uma delas é que jamais podemos deixar para amanhã um gesto de carinho, um sorriso verdadeiro, uma declaração de amor."

Confira a crônica completa clicando aqui.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Cartão Vermelho!

O que dizer sobre o caso do goleiro Bruno, no qual ele é acusado de ser o mandante do assassinato de sua ex-amante?
Tanta gente já disse tanta coisa que fica até difícil falar. De lei, entendo muito pouco, mas sei que matar alguém é algo extremamente fora de lei. Logo, Bruno, que em breve será ex-atleta profissional, é um fora da lei.
O que ele fez, ao contrário do que afirmam certas falácias, não tem nada a ver com o fato de o infeliz jogar no Maior do Mundo, não. O Bruno, penso, poderia estar no maior clube da Europa que é bem provável que faria a mesma coisa. O negócio ali, meu caro leitor, é questão de caráter, índole, saca?
Escutei um apresentador da TV dizendo que ele foi influenciado pelas amizades, que o convenceram de que matar a mãe do filho dele – mãe do filho dele – era mais vantajoso do que dar 30% do seu salário como pensão alimentícia, algo em torno de R$ 60 mil por mês. (...) Tudo bem que o meio futebolístico está cheio de jovens e belas mulheres querendo tirar uma casquinha da fortuna dos jogadores. Mas o Bruno sabia disso. Então, além de tudo ele é burro. Pô! Com tanta grana, não sobrou um trocado para a camisinha? Além disso, é muito fácil alegar essa historinha e tirar o dele da reta!
É aquele negócio, o cara acha que tem grana e nada vai o atingir. Se acha acima de tudo, inclusive da lei. Se acha um deus. Se acha...
No entanto, o caso é mais complexo. E, quem lê um pouquinho de jornal ou até mesmo na internet, sabe que casos como esse são mais comuns do que se possa imaginar. A questão é que dessa vez, um dos envolvidos é pessoa pública, é ídolo, e isso gera notícia. Além disso, com a Copa do Mundo sem graça como está e com as eleições ainda em seu inicio, a mídia estava precisando de algo para noticiar.
Lamentavelmente, muitos morrem, são desossados, picados e enterrados e ninguém fica sabendo. Eliza é mais uma vítima. Infelizmente, vai virar estatística. O que sobra é um órfão que, quando crescer, vai saber que sua mãe foi morta a mando do pai, um ídolo de milhões de crianças como ele, que transformam seus ídolos em espelhos, heróis... Isso é triste.

6 comentários:

Gabriela Brito disse...

Paulinho, nem tneho o que comentar disso. Sério, as vezes me pergunto como vou criar um filho nesse mundo esquisito.

beijos

Izza disse...

Estou até vendo a justiça alegar que o Bruno não teve participação nenhuma nessa caso! Mas, mesmo assim, estou torcendo para que a justiça prevaleça e que todos os assassinos paguem pelo que fizeram.
O mais foda de tudo é saber que o Bruno não é o único! Ta cheio de homem rico e que fica se achando, cmo vc mesmo disse. Pensam que por terem dinheiro podem fazer o que querem, inclusive tirar a vida de alguém.

Será que ele achou mesmo que o fato iria passar despercebido???
Ótimo texto! O final é triste, mas é real.

Jéssica disse...

É tudo tão triste!
queria acordar e perceber que nao passava de um pesadelo. A crueldade dos envolvidos me assusta.
ótima cronica!

Sarah Menezes disse...

Nõ se sinta ofendido Paulo, no fundo todo mundo fala do seu time só por zuação, sabemos que o único e exclusivo culpado é o Bruno, o time não tem nada a ver com isso. Nõ foi la dentro, durante seu treinamento profissional, que ele aprendeu ou se inspirou a fazer isso. É como você mesmo disse, falta de carater, coração, e até mesmo de inteligência.
É claro que igual ao caso da Eliza há milhres pelo mundo, e até casos muito mais cruéis. Infelizmente exitem seres que são capazes de crueldades que até Deus duvida.
Tenho dó e muita precoupção com essa criança, nascida de um relacionamento aparentemente interesseiro, e posteriormente criminoso. Será que esse bebê será forte o suficiente para enfrentar a verdade e realidade quando começar a entender as coisas?
Fico receosa quanto ao meu baby, por ele nascer nesse mundo tão maldoso como ele anda... =/
Ótimo texto e abordagem...sério..acho você super bom profissa.. =D
Beijos

Camilla disse...

No fim o que sobra é um órfão, familias tristes e fãs arrasados. No fim, o que se espera é que a justiça seja feita, custe o que custar, doa a quem doer.

O melhor é nao acusar ninguem. Mas é imprescindivel q a justiça seja feita para que a confiança nessa tal justiça seja resgatada.

bjo, Paulo Fernando

Ney disse...

Ao que tudo indica, a moça foi mesmo morta e com requintes de crueldade. nada justifica o fato de se tirar a vida de alguém.
É triste e choconte ver como alguem passa de idolo da maior torcida do Brasil ao status de criminoso.
É triste!