Palavras soltas...

(...) "Tenho aprendido muitas coisas nos últimos tempos. Uma delas é que jamais podemos deixar para amanhã um gesto de carinho, um sorriso verdadeiro, uma declaração de amor."

Confira a crônica completa clicando aqui.

terça-feira, 20 de abril de 2010

Convenhamos...

Se por um lado as meninas do Osasco me encantaram com a vitória sobre o time do Rio de Janeiro, na final da Super Liga de Vôlei, meu domingo esportivo foi recheado de decepções, derrotas e sofrimento.

Comecemos pela Fórmula Um. Felipe Massa precisa acordar! Apesar de até o Grande Prêmio da China, realizado na madrugada do domingo, ele ser o líder da temporada, é necessário lembrar que nosso compatriota ainda não venceu nenhuma corrida neste ano. Portanto, não é justo que seja o líder. É o que penso. E, convenhamos, a estratégia de corrida adotada por ele, no domingo, foi horrível. Além disso, ser parceiro do Fernando Alonso, aquele espanhol desleal e que de parceiro não tem nada, pede atenção.

Mas isso foi só a corrida. Ainda faltam muitos GPs até o final do ano e acredito que o Massa tem tudo para dar a volta por cima.

O pior estava por vir.
E veio.

O Flamengo conseguiu a proeza de perder para o Botafogo.
Sim, o Botafogo, o time da torcida, diretoria e atletas chorões. O time o que a torcida cabe tranquilamente dentro de uma Kombi. O time da camisa feiosa. O time de uma jogadinha só. Enfim, um time horrível e que por isso me deixa mais puto ainda com a derrota.
Era obrigação vencermos! Mas, é preciso admitir, eles mereceram a vitória. É triste saber que o Flamengo foi melhor durante toda a partida, dominou o jogo, doutrinou os chorafoguenses e perdeu o jogo... Mas eles tiveram raça e vontade superiores em relação ao que foi demonstrado pelos Rubro-Negros.
Entrementes, os caras tiveram dois pênaltis a seu favor e conseguiram converter ambos. O Todo-Poderoso Mengão teve um pênalti a seu favor e o Adriano que, como eu disse na crônica da última sexta-feira, no Jornal da Manhã, vem pipocando, pipocou de novo. É. Ele, o Imperador, perdeu o pênalti. Esse cara precisa resolver logo a vida sentimental dele antes que o Flamengo seja ainda mais prejudicado por isso!
Eu sei como é sofrer por causa de uma desilusão amorosa. Todo mundo sabe, eu acho. É impossível não deixar uma decepção amorosa influenciar no seu campo profissional ou outros segmentos da vida, como, por exemplo, os estudos. A gente rende menos, trabalha por trabalhar e acaba prejudicando até mesmo nossos companheiros de trabalho.
Joana Machado e Adriano, por favor, fiquem em paz para o bem da Nação Rubro-Negra! Ou então, Adriano, parte pra outra e esquece de vez essa moça... Afinal, meu caro, ela te botou um galho enorme em cima da cabeça e é bom pensar nisso também...

De qualquer forma, parabéns ao Foguinho! Mereceram, afinal.
O Flamengo, por outro lado, se superou. Perder para o Botafogo é um atestado incontestável de incompetência.
É muito difícil tudo isso pra mim... Eu estava desacostumado a perder o carioqueta. Fazia tanto tempo... Ainda to meio perdido... É tenso.

Agora, torcedores do Vice da Gama e do Florminense... não venham me zoar. Vocês não têm moral para isso, meus queridos perdedores e fregueses. É triste ter que torcer para o Botafogo tamanha é a inveja em relação ao sucesso do Mengão Fuderusão! Só lembrando, ganhamos as três últimas edições deste campeonato e todas em cima do Foguinho. Tri-vice!
Deve ser humilhante, fim de carreira, ter que torcer pelo Foguinho já que os timecos de vocês não chegaram à decisão... É muito tenso.
Afinal, queridos, vocês não ganharam nada. Quem ganhou foi o Foguinho e, evidentemente, eu não conheço nenhum botafoguense que resida na cidade de Uberaba.
É como eu disse... torcida clandestina.

Quero aproveitar para parabenizar o Ipatinga, que foi até o Mineirão e desbancou o prepotente Cruzeiro!!!!! Danilo, ex-atleta do nosso amado Uberaba Sport participou do show e colocou o Tigrão na final do Campeonato Mineiro.
Essa surra em cima do Cruzeiro foi ótima para o Adilson Batista, técnico do time celeste, aprender a não menosprezar o adversário e entrar em campo com time reserva. Além disso, convenhamos novamente, o time dos Juniores do Cruzeiro tem a obrigação de vencer qualquer clube do interior de Minas Gerais! Não são eles o clube com a maiooooorrr estrutura do Estado, do País, quiçá do mundo?
Vai ser boa a briga entre Galo e Tigre! Enquanto isso as Raposinhas assistem à final de camarote!

Por outro lado, quero externar meus sinceros sentimentos ao time do Morumbi. Os rapazes até que tentaram, mas, convenhamos outra vez, tá difícil não perder para o time dos moleques da Vila. A molecada joga com alegria, técnica, raça e com atitude vencedora!
Pela quarta vez nesta crônica, convenhamos, já passou da hora do Rogério Ceni se aposentar e só ele não percebeu isso!

Agora, porém, é hora de pensar no futuro.
Quarta-feira tem Libertadores, não tenho aula e é dia de acompanhar o Flamengo em cima daqueles venezuelanos. Só a vitória não basta. É preciso espalhar o terror e mostrar que se perdemos o Carioca, a Libertadores virou obsessão e, até certo ponto, obrigação. Não quero nem saber se vamos pegar os Gambás ou os Hermanos nas oitavas.
Quero vencer. Vencer está no código genético do Flamengo e por isso as derrotas, ainda que raras, nos deixam assim, tão inconformados. Jamais nos acostumaremos às derrotas como aconteceu com os campeões do domingo, os chorafoguenses, que foram vice-campeões por três anos consecutivos... deve ser tenso!

Pronto: reclamei, chorei um pouco e aproveitei para tirar uma casquinha com as derrotas das Raposas Saltitantes e dos Bambinos Paulistas... além, é claro, de zoar um pouco mais os aniquilados Vice da Gama e Florminense!
Sem violência... é apenas brincadeira!
Mas que é brincadeira perder pro Botafogo, isso é! Aff...
É isso.

6 comentários:

Ney disse...

kkkkk
Sou Vascaíno e com muito orgulho!
Mas admiro vc admitir que a derrota para o Botafogo foi justa!

Ficou engraçado seu texto!
Abraço!

patrícia disse...

adorei!!! muito bom!!!
ainda mais por não ter tocado no nome do meu time.


bjo.

Aline disse...

Adorei a crônica, Paulo FErnando!

Queria até ver seu rosto no momento em que escreveu. Afinal, é apaixonado por esse Flamengo!

FIco boba de como vc da conta de escrever assim... parece tão fácil. Me ensina?

PS.: E ai, ja viu se vai querer assistir ao jogo do Flamengo, amanha?
Bjosssssssssss

Thais disse...

Vcs flamenguistas se acham , né!?
Mas, o texto ficou ótimo e engraçado tbm...
bjo

Jéssica disse...

Preocupa não!
Hoje tem jogo e vou torcer pra que o seu time vença!

Bela crônica! Só não gostei de vc ter zoado meu corinthians, chamando nosso time de Gambá!

Bjo!

Monick disse...

Amei!