Palavras soltas...

(...) "Tenho aprendido muitas coisas nos últimos tempos. Uma delas é que jamais podemos deixar para amanhã um gesto de carinho, um sorriso verdadeiro, uma declaração de amor."

Confira a crônica completa clicando aqui.

terça-feira, 9 de março de 2010

Jogamos como mulheres *



(*) Publicado na edição do dia 08-03-2010 do Jornal da Manhã de Uberaba.

Antes de qualquer coisa... Parabéns a vocês mulheres!
Mães, filhas, irmãs, esposas, amigas... mulheres! Sou fã incondicional de todas! Ainda bem que vocês existem para dar brilho, graça e sentido à vida!

Mas, falando do Uberaba Sport, é preciso parabenizar os atletas colorados pela atuação digna de um time de mulheres!
Sim, um time guerreiro, que luta pelo seu espaço, que não desiste e que vai de encontro à dificuldade para vencê-la, superá-la. Um time de mulheres.
Afinal, foi assim, com espírito guerreiro que elas, as mulheres, conquistaram espaços em uma sociedade tão machista. Assim como para o USC, ainda falta muito a ser conquistado pelas mulheres. Elas merecem muito mais do que já foi alcançado – com o fruto do trabalho delas, diga-se de passagem.

O USC, pelo que jogou no sábado, também mostrou ser digno de merecer a classificação para a próxima fase do Mineiro.
Foi bom.
Estamos quase lá. Mas não é permitido perder o foco.
Se os torcedores do USC tiveram um final de semana feliz e cheio de sorrisos, foi por conta da atuação séria e focada do time. Não vacilamos. O Ipatinga, adversário que valoriza ainda mais o triunfo, também foi bem. Mas, nem mesmo as tentativas do Príncipe que virou Sapo foram capazes de impedir nossa segunda vitória jogando em casa, neste Campeonato.

Estamos no G-8 e agora as atenções devem ser direcionadas para o objetivo de alcançar uma posição ainda mais confortável na tabela. Isso é importante para que tenhamos a vantagem (desvantagem para alguns) de decidir jogando em casa, na segunda fase.
O que importa é que o time repita atuação como de sábado. Atuação responsável, atenta, com técnica apurada e sempre com raça, amor e espírito guerreiro... Enfim, uma atuação inspirada nas homenageadas do dia: as mulheres.

Um comentário:

maria fernanda disse...

Legal, é isso aí, e viva as mulheres, porque em mundo desse ser mulher não é fácil não!
Abraços